25 de nov de 2011

Missões Começa no Quintal de Casa

Texto: Atos 1.4-9
Tema: Entendendo Melhor o que é Fazer Missões.
Título: Missões Começa no Quintal de Casa.
Tese: Entender o que é Missões nos despertará para amar, se comprometer e realizar Missões todos os dias, independente de onde estamos.

Introdução:
·        Sabemos que missões é o coração da igreja. E por isso entendemos que muitas igrejas estão seriamente enfermas, ou pior, algumas já morreram. A morte da igreja se dá quando o coração missionário pára de pulsar no peito de cada crente.
·        Mas o que é realmente fazer missões? Como cada um pode fazer missões todos os dias? É possível ser missionário todo tempo, ser ter tempo integral?

1.     MISSÕES É MAIS QUE CHEGAR AOS CONFINS DA TERRA
a.     A ordem de Jesus é chegar aos confins da terra (At 1.8). A Grande Comissão nos desafia a fazer discípulos de todas as nações (Mt 28.19). Não há dúvida que o coração de Deus bate por cada alma espalhada pelo globo.
b.     Paulo em sua terceira viagem missionária (At 18-21), e quando vai preso até Roma, chega aos confins da terra daquele tempo. Da prisão orienta, ensina e corrige as igrejas por meio das cartas.
c.      Mas os confins da terra se torna algo tão distante de nós que passa a ser mais uma utopia que uma realidade. Se torna algo mais do discurso do que da prática. Nos contentamos em enviar uma oferta e fazer algumas orações para que os confins da terra sejam alcançados. Isso porque Missões e confins da terra são termos que parecem longe demais da nossa realidade.
d.     Pensar Missões nesta ótica é concluir que isso é coisa para os missionários profissionais que deixaram sua pátria e se dedicam em tempo integral para falar de Jesus aos perdidos. Mas Missões é mais do que isso. Por que se fosse só isso, poucos poderiam fazer Missões. E Jesus deseja que cada discípulo seja uma testemunha.
e.     Para entender melhor o que é Missões temos que pensar, temos que olhar, temos viver, temos sentir mais perto. Missões não pode continuar sendo algo distante, porque assim nunca faremos realmente Missões.

2.     MISSÕES É MAIS QUE ALCANÇAR JUDÉIA E SAMARIA
a.     A ordem genérica da Grande Comissão é especificada e obedecida em Atos. Vemos a partir do cap. 8 que os discípulos são impulsionados para as cidades ao entorno de onde estavam.
b.     A morte de Estevão e a perseguição por Saulo fizeram que a igreja desse os primeiros passos para fora. (At 8.1-3)
c.      Filipe, o diácono, foi para a Samaria (At 8.4-8)
d.     O mesmo Filipe chegou até Gaza, Azoto e Cesaréia (At 8.26,40).
e.     Esta expansão promoveu conversões, inclusive Saulo (At 9.1-9), e o crescimento da Igreja (At 9.31).
f.       Quem fez isso? Não foram os missionários de tempo integral (At 13.1-4). Não foram os apóstolos (At 8.1). Foram os crentes normais (Filipe era Diácono – At 6.5). Ou poderíamos entender que eram os missionários locais, de Missões Estaduais.

3.     MISSÕES É COMEÇAR POR JERUSALÉM
a.     A chave de Atos 1.8 é “sereis minhas testemunhas”. O plano de Deus para espalhar as boas novas e pelo testemunho de cada crente. (1Pe 2.9; At 4.20, 29-31; Rm 10.13-15).
b.     Primeira ação da Igreja foi se reunir em Jerusalém para orar (At 1.12-14).
c.      Em seguida se reuniram para serem capacitados pelo Espírito Santo (At 2.1-4).
d.     A primeira campanha evangelística foi em Jerusalém (At 2.14ss).
e.     A igreja prosseguia (At 1-7), em meio a desafios, prisões, ameaças, morte, com muita oração e manifestação do poder de Deus.
f.       Você consegue perceber que a obra missionária começou no quintal de casa. Você consegue perceber que a medida que o trabalho avançava em Jerusalém, o ir para Judéia, Samaria e confins da terra foi uma consequência natural. Você consegue perceber que se eles não tivessem começado em Jerusalém, nunca teriam chegado a todas as nações.

4.     TORNANDO ATOS 1.8 PRÓXIMO DE MIM.
a.     A minha Jerusalém passa a ser os membros da minha família que ainda não conhecem a Cristo, pode ser alguém que está bem perto: pais, conjugues, filhos, avós. O primeiro circulo de parentesco.
b.     A minha Judéia passa a ser os parentes chamados distantes, aqueles que não vemos frequentemente, talvez só nas festas familiares. Os colegas do futebol, o mecânico do carro, o sindico do prédio, etc.
c.      A minha Samaria passa a ser os meus inimigos (os judeus eram inimigos mortais dos samaritanos), aquelas pessoas que eu não gosto, que me feriram.
d.     O meu Confins da Terra é aquele vizinho que nunca conversei, aquele garçom do restaurante que frequento, aquele pedinte nos semáforos, etc.

Conclusão:
·        Para amar e fazer Missões é preciso começar a testemunhar onde nos encontramos.
·        Se não chegamos ao quintal de nossos vizinhos, não chegaremos aos confins da terra.
·        Fazer Missões é mais simples que pensamos, mais prático que pensamos, mais próximo que pensamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário